NÚCLEO DO PORTO

RUA JOAQUIM TÁVORA Nº 80,
VILA MATIAS - SANTOS SP
TELEFONE: (13) 3225-5428

BID é autorizado a financiar projetos de infraestrutura no Brasil

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) foi autorizado pelo governo brasileiro a emitir papéis, em reais, no mercado financeiro para financiar os projetos de infraestrutura do pacote que será lançado. A divulgação foi feita pelo presidente da instituição, Luis Alberto Moreno, após o encontro, na tarde da última segunda-feira(15), com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

A emissão seria destinada ao setor privado. Ou seja, para emprestar para os empresários brasileiros que vencerem os leilões, o BID pode emitir no mercado nacional e emprestar, em reais, para os consórcios. Isso tira o risco cambial da operação para quem pega o financiamento.

Esse tipo de empréstimo ainda vai ao encontro do que prega o ministro Levy: a diminuição de dinheiro subsidiado para o setor produtivo, que tira o poder de fogo do Banco Central na hora de combater a inflação. Nesse tipo de operação de mercado, as taxas pagas ficam um pouco acima das cobradas em títulos públicos.

"Agora, o governo brasileiro nos autorizou a emitir", informou Moreno sem dar detalhes.

Na saída do encontro com Levy, ele manteve o mistério em relação ao volume desses empréstimos, por exemplo. Disse apenas que o instrumento de captação é um papel "como um título público". Questionado sobre o custo do empréstimo e a influência do momento econômico atual do Brasil nas taxas de captação dos recursos, Moreno foi sucinto: "O BID é triplo A", em referência ao rating dado pelas as agências de classificação de risco que ameaçavam a rebaixar a nota do Brasil por causa da crise de confiança.

Ele ainda comentou o momento de ajuste que passa o Brasil. Disse que o momento é de retração, mas há confiança num futuro melhor. "Eu acredito que o governo está encaminhado as medidas que tem de fazer. É verdade que estamos em um ciclo de baixa no Brasil, mas toda a América Latina está num ciclo de baixa. A gente vê futuro muito bom", disse.

Fonte: ( Jornal do Commercio (POA)/Agência O Globo)

facebook-1 twitter

Porto e Poesia

Visitantes on-line

Temos 13 visitantes e Nenhum membro online