NÚCLEO DO PORTO

RUA JOAQUIM TÁVORA Nº 80,
VILA MATIAS - SANTOS SP
TELEFONE: (13) 3225-5428

É PRECISO RETOMAR A AÇÃO DO FÓRUM SINDICAL DE DEBATES

A luta da classe operária brasileira foi iniciada no final do século 19, com a chegada ao Brasil de milhares de imigrantes europeus, muitos dos quais contavam com uma formação política com alto nível ideológico. E sempre buscaram formas de motivar os trabalhadores brasileiros a buscarem a unidade na luta por direitos mínimos, pois o nosso país estava começando um período importante à partir da proclamação da República. O tempo passou e em muitas regiões o sindicalismo teve grande destaque, como na Baixada Santista. E Santos chegou a ser denominada de Cidade Vermelha, tal era o nível de organização dos comunistas. Que contavam com representantes em quase todas as categorias de trabalhadores. E eram várias as organizações que lutavam para conseguir a mobilização operária. Nos idos dos anos sessenta, os sindicatos se uniram e criaram o Fórum Sindical de Debates, que liderou muitas lutas, muitas greves, muitas manifestações, sempre à partir das discussões, dos debates de propostas nas reuniões realizadas com a periodicidade necessária. E mesmo com o golpe militar que prendeu e cassou o mandato de muitos dirigentes, o Fórum resistiu. E isto levou ao aumento da repressão e a proibição de sua atuação. Veio a resistência à ditadura, a luta para a retomada da democracia e os avanços que terminaram com o comando militar autoritário que comandava o Brasil. Derrubado o Governo do último general no poder, veio a eleição ainda sob regras impositivas, mas que serviu apenas para que além de uma nova Constituição, fossem estabelecidas regras democráticas. E isto teve reflexos inclusive nos vários movimentos sociais. Temos atualmente um sindicalismo diferente de outros momentos, com a criação de várias Centrais Sindicais e deve ser citada também a ampliação do número de Entidades de praticamente todas as categorias. E esta situação exige algumas reflexões. Por que não se busca a forma de ação que estabeleça algumas regras, entre as quais, a unificação das lutas, começando pelas campanhas salariais que motiva o trabalhador a ir ao seu sindicato, a participar de assembleias e manifestações, na busca de aumento de salários e outros direitos. Mas a classe patronal se beneficia pelo fato de constatar uma divisão a nível nacional em termos de data-base e principalmente de pauta de reivindicações. Se discutida em âmbito amplo, podem ser superadas as divergências e com a unidade o resultado será positivo, por certo.
É onde surge uma questão que também merece a devida atenção, qual seja, mais do que nunca se faz oportuna a retomada de organizações como o Fórum Sindical de Debates, uma forma de reunir as Entidades das mais diferentes linhas políticas sem que haja a caracterização de domínio de uma sobre a outra. É uma forma de debate amplo, transparente, objetiva e envolvendo não apenas os militantes sindicais, mas também outras organizações comprometidas com uma sociedade fraterna e avançada no campo social. Mais do que nunca se faz necessária a avaliação de se tomarem atitudes nesse campo. O Fórum Sindical de Debates, na nossa Região, pode ser um exemplo, uma retomada das ações operárias na que pode ser retomada ainda como a Cidade Vermelha.

Uriel Villas Boas – Secretário de Previdência Social da Fitmetal/CTB- Membro do MAP.LP e da direção da Asimetal/Associação dos Siderúrgicos e Metalúrgicos- 01.11.13

facebook-1 twitter

Porto e Poesia

Visitantes on-line

Temos 22 visitantes e Nenhum membro online