NÚCLEO DO PORTO

RUA JOAQUIM TÁVORA Nº 80,
VILA MATIAS - SANTOS SP
TELEFONE: (13) 3225-5428

A LUTA DE QUEM TEM HISTÓRIA

Os aposentados e pensionistas brasileiros deveriam se reunir no Dia 24 de Janeiro de cada ano com o objetivo de comemorar uma data que é importante para os milhões de trabalhadores que ao longo de suas vidas deram sua contribuição laboral e agora deveriam estar gozando de um merecido descanso. E recebendo a devida atenção em termos de saúde, de remuneração e a devida atenção dos organismos públicos com os quais precisam manter contatos. Mas por certo as avaliações sobre os temas acima levam a conclusões que não são positivas. O aposentado, a aposentada e os pensionistas convivem com muitas dificuldades, provenientes de vários fatores, que precisam ser colocados em destaque, para que os responsáveis tenham a sensibilidade de perceber que é preciso levar em consideração o respeito ao direito de quem faz por merecê-lo. Então, neste Dia 24 de Janeiro a comemoração maior por certo é a busca da motivação para que esta importante categoria mande uma mensagem unitária de que está assumindo uma luta, está definindo que vai implementar uma Campanha Salarial em busca de direitos, entre os quais o reajuste dos valores das aposentadorias à partir de Janeiro de 2015 em percentual a ser definido em Assembleias das Entidades de Aposentados à nível nacional, formalizando em Plenária Unitária um valor único. Também um acréscimo de pelo menos 5% no percentual acima, a cada ano, caracterizando o início da recuperação das perdas dos anos anteriores. e também a participação na luta pela extinção do Fator Previdenciário. E deve ser devidamente avaliada a formação de uma Comissão Intersindical de aposentados e trabalhadores da ativa para a elaboração de um Projeto de Previdência Social a ser negociado com o Governo Federal.Como se recorda, o sistema previdenciário atual ainda tem como estrutura principal as deleiberações formalizadas em 1943, ainda na ditadura Vargas. E desde então praticamente todas as mudanças e alterações tomaram como base mais as questões de natureza econômica. É preciso portanto que as Entidades de tralhadores, com suas assessorias discutam o projeto que vai levar em consideração dois pontos fundamentais. Um deles, é a presença efetiva do movimento sindical nos encaminhamentos, o que não está acontecendo atualmente. E a outra questão é o ponto social, para que as aposentadorias cumpram seus objetivos, permitindo ao aposentado afastar-se de todas e qualquer atividade laborativa, abrindo vaga no mercado de trabalho, cada vez mais disputado.Esta proposta foi elaborada por militantes sindicais reunidos no MAP.LP- Movimento de Aposentados e Pensionistas do Litoral Paulista sendo entregue aos representantes das Centrais Sindicais da região que foram convidados a participar de um Ato no Dia Nacional dos Aposentados, para ser encaminhada às direções nacionais como contribuição para o debate sobre a proposta da Campanha Salarial aqui apresentada, a partir de um Calendário de Reuniões e que sobretudo, seja divulgada em todas as Regiões brasileiras, com o objetivo de motivar uma ampla mobilização.O aposentado de uma vez por todas, não pode ficar esperando um reajuste a cada ano, que tem motivado reclamações em relação aos percentuais. Mas o fato mais importante é que a categoria não tem reivindicado de forma organizada, limitando-se a ações isoladas Com a Campanha Salarial Unificada o quadro vai mudar. E para quem já participou de lutas no seu Sindicato quando estava na ativa, abre-se a oportunidade de colocar sua experiência que vai proporcionar a possibilidade de resultados favoráveis. E isto por certo vai motivar efetivamente a comemoração do Dia Nacional do Aposentado.

Uriel Villas Boas - Secretário de Previdência Social da Fitmetal/CTB-Integrante das Cordenações do MAP.LP e Asimetal/Associação dos Siderúrgicos e Metalúrgicos Aposentados do Litoral Paulista

facebook-1 twitter

Porto e Poesia

Visitantes on-line

Temos 11 visitantes e Nenhum membro online